Maconha pode prevenir o índice de rejeição em transplantes de orgãos

(Photo/eggrole via Flickr)Um novo estudo publicado no Journal of Pharmacology Neurolmmune descobriu que o delta-9-tetraidrocanabinol (THC) – que é um dos principais componentes da maconha – pode, potencialmente, evitar que órgãos transplantados sejam rejeitados pelo paciente.

Este estudo verificou que quanto maior a dose de THC, maior a possibilidade de proteção contra a rejeição. Canabinoides sintéticos apresentaram capacidade protetora semelhante.

“Juntos, esses dados confirmam o potencial dessa classe de compostos canabinóides como terapias úteis para prolongar a sobrevida e aceitação do órgão em pacientes transplantados”, conclui o estudo.

Segundo os pesquisadores – embora este estudo seja um dos mais detalhados do tipo – esses resultados não são exatamente novos, “os canabinoides foram muito estudados e já foram relatados com propriedades imunológicas muito antes da década de 1970”, afirmam.

O estudo foi conduzido pelos pesquisadores do Temple University na Filadélfia.

Fonte: Journal of Neuroimmune Pharmacology

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s