Testes de Drogas em xeque: exercício físico aumenta os níveis de THC

Como se os testes de maconha já não fossem bastante complicado o bastante, uma pesquisa agora mostra que na verdade, exercícios físicos podem aumentar a concentração de THC no sangue.

O problema do THC é que – ao contrário de outros metabólitos – o THC é armazenado nas células de gordura dos usuários regulares de maconha. Estudos anteriores já mostravam que ele pode ficar no corpo por cerca de um mês – em alguns casos, até seis meses – desde a última carburada.

Dessa vez uma equipe de cientistas australianos mostram que o exercício físico pode levar a um aumento de THC no sangue devido à queima de gordura. Os resultados dessa pesquisa foram publicados na Drug Alcohol and Dependence.

O principal autor da pesquisa, Iain McGregor, professor de farmacologia da Universidade de Sydney, explicou as implicações de suas conclusões ao ABC Science.

“Alguém que seja submetido a testes de drogas no local de trabalho, na estrada depois de uma visita ao ginásio ou após uma atividade física pode acabar com o teste positivo, mesmo que a pessoa não tenha fumado maconha recentemente.”

Além disso, o estudo aponta outro detalhe: pessoas com o IMC superior apresentaram resultados com níveis maiores de THC. Indivíduos mais obesos tinham os niveis mais altos de THC no sangue, independentemente da quantidade de maconha que tenham consumido no dia anterior.

“Quanto mais gordura você tem em seu corpo, mais é o seu reservatório de THC”, explicou McGregor.

Para esse estudo, os pesquisadores recrutaram 14 usuários regulares de maconha e retirou amostras de sangue antes e depois de 35 minutos de exercícios físicos em uma bicicleta ergométrica.

Embora os níveis de THC não fosse o suficiente pra dar uma “brisa” de verdade, eram suficientemente altos para serem notados em qualquer teste de drogas padrão.

McGregor acredita que os resultados tem implicações generalizadas.

“Alguém sofre um acidente feio de carro… o estresse pode causar nessa pessoa uma queima de gordura e dessa forma aumentar o seu nível de THC, e se fosse feito um teste de drogas, com certeza daria positivo.”

A equipe de pesquisadores pretende repetir o estudo em um grupo maior de pacientes, a fim de proporcionar uma visão mais aprofundada da queima de gordura e os níveis de THC.

Esse foi um estudo já publicado e financiado pela National Cannabis Prevention and Information Centre (NCPIC) e pelo Conselho Nacional de Saúde e Pesquisa Médica da Austrália.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s