Benefícios da maconha para pacientes com câncer

04

A maconha vem sendo amplamente estudada e utilizada pelo mundo inteiro no tratamento do câncer e outras doenças. Já é de conhecimento de todos que ela oferece uma ampla gama de benefícios para pacientes que estão em tratamento contra o câncer e cada dia mais a maconha vem sendo aceita e compreendida pela sociedade.

Entretanto, o status ilegal da maconha tem feito com que em muitos países os pesquisadores não consigam estuda-la corretamente, e assim não conseguem evidências mais precisas sobre suas propriedades medicinais. Ao invés disso, os cientistas estão limitados a estudar os efeitos dos componentes químicos da maconha (canabinoides) de forma isolada, o que não produz um resultado completo.

Felizmente as pesquisas estão decolando em Israel, onde a maconha medicinal é legalizada. Esse ano mesmo foi divulgado um estudo envolvendo 200 pacientes com câncer, A pesquisa descobriu que a maconha medicinal levou à “melhoras significativas” em todos os tipos de câncer e sintomas relacionados ao tratamento.

Bom, que a maconha é uma importante aliada no tratamento contra o câncer isso não é surpresa, mas você saberia dizer quais são os benefícios? Destacamos os dez principais benefícios da ganja que – de acordo com o estudo israelense – ajudam nesse tipo de tratamento, confira.

 

NÁUSEAS E VÔMITOS

A maconha é muito famosa por combater náuseas e vômitos provocados pelo tratamento.

É tão eficaz que um comprimido de THC (Marinol) foi aprovado pelo FDA ainda em 1985. Desde então ele vem usando no combate dos vômitos e náusea induzida pela quimioterapia

PERDA DE PESO

Junto com as náuseas, pacientes que passam pela quimioterapia, muitas vezes têm dificuldade para manter o peso normal.

Felizmente, a maconha tem demonstrado que não só alivia a náusea, mas também estimula o apetite.

Esse estimulo já é bastante conhecido dos maconheiros, é a famosa larica. Mas no caso dos pacientes esse é um efeito que realmente faz diferença.

Muitos relatam que é praticamente impossível comer qualquer coisa após as sessões de quimioterapia. Para pacientes com câncer, a maconha pode ajudar a melhorar a ingestão de alimentos e evitar a perda de peso.

HUMOR

Os pacientes com câncer, muitas vezes sofrem transtornos de humor como a depressão por exemplo.

Embora não seja segredo nenhum que a maconha faça as pessoas rirem e se sentirem bem, a pesquisa parece explicar o porquê. Ele confirma o que muitos outros estudos já indicaram anteriormente, a maconha possui componentes químicos com efeitos anti-depressivos e anti-ansiedade.

DOR

Outro efeito bem conhecido da maconha é o alívio da dor. Ainda que inúmeros estudos anteriores sugiram que a maconha é ótima para combater uma série de distúrbios de dor crônica, o estudo israelense mostra que a maconha ajuda a reduzir a dor do câncer também.

SONO

Pacientes com câncer frequentemente sofrem de problemas do sono, incluindo dificuldade em adormecer e manter o sono.

Por outro lado, a sonolência é um dos efeitos secundários frequentemente relatados no uso da ganja. O THC também tem demonstrado melhorar o sono de pacientes submetidos à quimioterapia.

FADIGA

A fadiga provocada pelo câncer também pode levar o paciente a sentir sonolência durante o dia.

Curiosamente, a maconha parece ajudar os pacientes a combater a fadiga durante o dia, enquanto ao mesmo tempo ajuda a melhorar o sono à noite. Esse é o efeito multifacetado da maconha, pois o equilíbrio de canabinoides varia de acordo com a linhagem da planta. Se a planta tiver mais CBD ela é mais relaxante, servindo para ajudar a dormir; se tem mais THC ela é mais eufórica, combatendo a fadiga do dia.

FUNÇÃO SEXUAL

A disfunção sexual é um efeito comum, mas menos conhecido do câncer e da quimioterapia. Ainda que as conclusões sejam inconsistentes, a maconha tem uma longa história de planta afrodisíaca, o que nos leva à pelo menos 3 mil anos atrás na Índia antiga.

PRISÃO DE VENTRE

Os componentes químicos da maconha ajudar a regular o sistema digestivo e tem sido muito sugerido como tratamento para inúmeros distúrbios intestinais.

Embora a maconha pareça reduzir as desordens intestinais inflamatórias, ela parece ter um efeito oposto na constipação.

COMICHÃO

Esse efeito colateral pode ser resultante de vários cancros, como de diversos tratamentos contra o câncer. Embora as causas possam variar, a maconha parece ajudar alguns pacientes a lidar com este sintoma irritante.

CÂNCER

Talvez o mais promissor (e polêmico) benefício da maconha no tratamento do câncer seja a própria cura do câncer.

Muitos estudos pré-clínicos têm comprovado a capacidade da maconha de matar células cancerígenas e impedir a propagação da doença, mas a comunidade médico argumenta que ainda falta pesquisa em serem humanos.

Ainda assim, estudos em cultura de células e modelos animais continuam a mostrar evidências de que a maconha tenha de fato um efeito anti-cancerígeno. Tanto é que as principais organizações de combate ao câncer, como o próprio Instituto Nacional do Câncer dos EUA e Cancer Research UK, tem grandes seções em seus sites dedicadas ao papel da canábis e dos canabinoides no combate do câncer.

De qualquer forma, o ideal é que se consuma flores cultivadas de maneira orgânica e controlada – jamais devemos fazer nenhum tipo de tratamento médico com maconha prensada.

Esperamos que estas informações possam ser úteis e ajudem quem realmente precisa. Lembre-se de conversar com médicos e especialistas se um dia optar se tratar com maconha medicinal.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s