Maconha fumada é melhor que em pílulas

marijuana-pill-patients-01-19-720x340

Os comprimidos são a forma mais comum de tomar qualquer medicamento. Mas eles podem não ser a melhor alternativa quando se trata da maconha medicinal.

O uso da maconha como remédio continua sendo motivo de contradições, mas o fato é que o ingrediente ativo da maconha é regularmente prescrito no Canadá e EUA. Na verdade, pílulas que contêm THC, como Marinol (dronabinol) e Cesamet (nabilone), muitas vezes são recomendados como substitutos da maconha.

Mas enquanto é fácil pensar em tratamentos igualitários, a pesquisa destaca algumas importantes diferenças entre as duas formas de utilizar o THC. Conheça algumas:

Tempo de início

Um estudo realizado no ano passado no Instituto Psiquiátrico do Estado de Nova York, foi o primeiro a comparar uma pílula de THC (dronabinol), com a maconha fumada, a fim de controlar a dor.

No estudo, fumar a erva tomou pleno efeito dentro de 15 minutos. Dronabinol, por outro lado, levou 60-90 minutos para atingir o seu pico.

Como o médico Dr. Heather Auld de Flórida aponta em um artigo recente, um menor tempo de início do efeito é melhor para pacientes com dor.

Duração do Efeito

Usaram maconha e dronabinol para realizar um estudo que avaliava diversos pontos. Apesar do efeito aparecer mais rapidamente com a maconha fumada, o estudo também revela que o efeito do dronabinol dura mais tempo.

Neste caso, alguns especialistas dizem que um tratamento de ação mais prolongado é preferível.

Administração

A maior vantagem em fumar maconha é a capacidade que os doentes tem para ajustar suas doses. Devido ao curto tempo de início, os doentes podem facilmente ter controle sobre a quantidade, aumentando as tragadas ou fumando mais vezes
quando necessário.

Por outro lado, o atraso dos efeitos nos comprimidos de THC, combinado com a sua ação prolongada, torna-o difícil e perigoso para os pacientes quando se trata de uma auto dosagem.

Os estudos mostram que tanto a maconha fumada quanto o dronabinol sofrem de biodisponibilidade inconsistente, o que também faz com que seja difícil para os médicos prever a administração. Isso faz com que a flexibilidade oferecida pelo
fumo o torne ainda mais benéfico.

Além disso, para algumas pessoas pode ser inconveniente enrolar um baseado a cada duas horas, e vaporizadores são amplamente preferido pelos médicos, e fornece uma maneira mais fácil e saudável dos pacientes utilizarem maconha, que
em alguns casos são todos os dias, o dia todo.

Efeitos colaterais

Um estudo publicado no mês passado concluiu que os efeitos psicoativos da pílula são iguais aos de um baseado. Inclusive, alguns estudiosos acreditam que a demora do dronabinol para dar início aos efeitos poderia torná-lo mais sujeito a abusos, já que com essa demora o indivíduo acaba aumentando a dose na ilusão de que não tomou o bastante. Sintomas de psicoses, depressão e aflição também são percebidos em quem consome o THC sintético isolado.

 

Em um momento em que a Bayer afirma com todas as letras que seu único interesse é lucro, vale a pena repensar o quão benéfico pode ser um tratamento industrializado. Está claro que a lógica da indústria é uma só: isolar, multiplicar, vender e lucrar. Sendo assim, um tratamento natural pode de fato ser mais benéfico, uma vez que outros canabinoides também agem de determinadas formas na saúde do paciente.

Anúncios

2 respostas em “Maconha fumada é melhor que em pílulas

  1. Pingback: Maconha em pilula ou fumaça? - Era 420 | Sintonize a sua mente!

  2. Pingback: Entourage Effect: a comitiva de canabinóides | CHARAS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s