Maconha pode combater o HIV

hiv-marijuana-02-08-720x340

Novas pesquisas indicam o THC como possível auxiliar no combate da infecção do HIV.

A maconha vem se mostrando uma grande aliada no tratamento e cura do câncer, podendo ser adotada como tratamento auxiliar ou principal na luta contra a doença. Tão importante quanto isso, são as atuais pesquisas indicando que a maconha pode combater o HIV. 

Desde os anos 90, uma espécie de pílula de maconha foi receitada como forma de tratamento para o apetite e perda de peso em pacientes com HIV. Mas se já não bastasse esses benefícios que ela traz ao paciente, as novas descobertas sugerem que a maconha pode na verdade, ajudar a combater o próprio vírus da AIDS.

Publicado na semana passada na revista AIDS Research and Human Retroviruses, pesquisadores da Universidade Estadual de Louisiana mostraram que doses diárias de THC – o principal  canabinoide da maconha – têm uma série de efeitos benéficos em animais infectados pelo HIV.

O teste se deu com a administração de THC em macacos infectados com HIV durante um período de 17 meses. Apos esse período, os cientistas constataram que o THC diminuiu danos ao tecido imune do intestino, um local critico se desse tipo de infecção. A equipe também encontrou evidências de que o THC poderia fazer isso agindo a nível do genético.

“O THC gera um pouco mais de informação em torno dos mecanismos potenciais que podem ter um papel na modulação da infecção”, diz o Dr. Patricia Molina, diretor da escola Department of Physiology e autor do estudo.

O HIV se espalha após a infecção, matando por fim as células do sistema imunológico. No entanto, os pesquisadores observaram níveis mais altos de células imunológicas saudáveis em animais que receberam THC – algo que também foi apontado em um estudo feito anteriormente.

Em 2011, o Dra. Molina e seus colegas descobriram que os macacos tratados com THC tinham níveis mais baixos da infecção viral e melhores taxas de sobrevivência. Eles também constataram um aumento nas células do sistema imunológico e menor perda de peso após a doença.

Os resultados não foram o que sua equipe havia previsto, e Dra. Molina explica: “Quando começamos o estudo, pensávamos que a carga viral iria aumentar e que a contagem de linfócitos iria diminuir muito drasticamente. Mas nós não vimos isso. Ao que parece, pode haver uma imuno-modulação benéfica, especialmente nas fases iniciais da infecção.”

Muitos foram céticos em relação ao uso de maconha em pacientes com AIDS, uma vez que alguns acreditem que os compostos da maconha possa inibir a atividade do sistema imunológico – um fato intrigante e que ainda não foi bem estudado. Mas estudos têm mostrado que o THC não tem um efeitos negativos em relação a carga viral ou as células do sistema imunológico, diz Dra. Molina.

Agora, os pesquisadores estão tentando entender como a maconha pode ajudar a desenvolver novos tratamentos que sejam mais específicos para os mecanismos do HIV.

“Eu acho que há um grande interesse na tentativa de compreender como ocorrem os processos e entender receptores específicos que interagem com a maconha. principalmente o receptor CB2~, completa ela.

O efeito da maconha sobre o sistema imunológico é principalmente devido a sua ação sobre os receptores CB2, um dos dois receptores com o qual o THC interage. Por outro lado, os receptores CB1 são responsáveis pela interação psicoativa..

Um estudo publicado em 2013 por uma equipe da Universidade de Harvard descobriu que a ativação CB2 pode também impedir o HIV de danificar o cérebro.

É incrível o potencial desta planta e quanto mais a estudamos, mais nos maravilhamos. Muitas pesquisas ainda precisam ser feitas, mas ninguém mais tem o direito de duvidas de seus benefícios medicinais. Levando em conta todos os benefícios que ela pode trazer para diversos tipos de doenças sem causar efeitos colateral danosos, podemos dizer que a maconha é a planta mais medicinal e curativa do planeta.

O tratamento a base de maconha é uma questão de dignidade e respeito. Que chegue logo o tempo em  que pacientes com Câncer, Aids e diversas outras doenças, possam se tratar e curar com uma alternativa mais natural e saudável.

 

Anúncios

Uma resposta em “Maconha pode combater o HIV

  1. Pingback: Maconha pode ser alternativa contra o vírus Ebola | CHARAS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s