A Marcha da Maconha 2014 chegou!

1003092_599030726784444_213650852_n

A época das marchas pela legalização da maconha chegou! Sorocaba e Macapá são as capitais que estrearam esta temporada ( no dia 20 de abril, o dia da maconha).

A concentração aconteceu na praça Frei Baraúna com saída por volta das 14h, contou com cerca de 50 manifestantes escoltados por muito mais GCM do que o necessário para o ato. Houve apenas um momento de tensão entre um gcm com um manifestante, mas foi rapidamente contornado e a manifestação seguiu pacífica.

A cada ano o número de cidades que organizam uma marcha pró legalização aumentam. E esse ano de 2014 é um momento crucial para lutarmos pela causa.

Estamos vivendo algo inédito no Brasil: pela primeira vez na história temos 3 projetos de lei que visam a legalização da maconha (dois na Câmara dos Deputados e um no Senado). Os projetos encaminhados por deputados, são do deputado Eurico Júnior (PV-RJ), que propõe uma legalização baseada no nosso vizinho Uruguai, e outro do deputado Jean Willys (PSOL-RJ), que foi mais longe, com um projeto que regulamenta produção e venda de maconha e anistia a presos já condenados por tráfico e sem vínculo com outros crimes. Temos também, em consequência das 20 mil assinaturas adiquiridas da população a favor da mudança na legislação, um projeto de iniciativa popular que está nas mãos do senador Cristovam Buarque, que vai promover uma série de audiências públicas para, até o fim do ano, e produzir um relatório sobre a maconha que será entregue à Comissão de Direitos Humanos do Senado. Infelizmente tudo indica que esses projetos não serão votados esse ano, por ser sobretudo um ano de eleições.

Esses projetos tem como base a regulamentação da maconha, a fim de contribuir com a diminuição do tráfico e seus males, bem como garantir o livre direito que o indivíduo tem sobre sua escolha com o próprio corpo. Mas acima de tudo, esses projetos devem garantir o direito ao uso medicinal da maconha, que é o foco das mídias no momento e sem dúvida o motivo mais justo para sua legalização.

O uso medicinal é um forte argumento na luta contra o proibicionismo da maconha, e pode ser a chave contra o preconceito com relação a erva. Mesmo com a grande repercursão da decisão judicial que obrigou a Anvisa a liberar o medicamento com base no CBD para uma criança de 5 anos com epilepsia, não podemos esquecer que outras questões ficam em jogo: o valor do medicamento, poir exemplo. O óleo importado custa em torno de 4 mil reais! Quantas pessoas precisam desse medicamento e não possuem as condições de adquir. Apesar dos grandesa avanços recentes, o debate ainda precisa avançar mais. Devemos plantar nosso medicamento aqui, e não importar de outro país.

Não podemos esquecer também de nosso companheiro de luta, Ras Geraldinho, que foi condenado à 14 anos de prisão por plantar maconha em seu quintal para finalidades religiosas. É um absurdo que precisamos reverter o quanto antes. Geraldinho já está caminhando para o segundo ano preso e poucos esforços tem sido feitos para tira-lo da reclusão. Trata-se de um preso político, que simboliza nossa resistência e amor pela erva. Precisamos exigir sua libertação em todos os eventos que forem realizados.

A marcha da maconha tem um papel extremamente importante nesse momento, pois reúne pessoas que gritam pela legalização da maconha em todas suas vertentes (medicinal, recreativa, industrial e religiosa). A mídia de massa está contribuindo apenas com o uso medicinal e tem um apelo proibicionista ao uso recreativo, e é na marcha que podemos reinvindicar o direito aos diversos tipos de uso que essa planta pode oferecer. É a oportunidade que nós, pessoas comuns que se beneficiam com a planta e se preujudicam com sua proibição, temos de expor os pontos deste tema e chamar a atenção para o debate.

Com a repercussão de muitos países aderindo à legalização da maconha, o Brasil se encontra num beco sem saída, já que cada vez mais aumenta o número daqueles que apoiam a mudança de lei, na mesma medida que surgem casos e mais casos de pacientes que se beneficiam com a maconha medicinal.

A marcha da maconha é a forma que nós temos de chamar atenção, tanto de governantes quanto da população. Apesar do mês tradicional da Marcha da Maconha Mundial ser em maio, este ano no Brasil as marchas da maconha acontecerão de Abril à Junho, e as cidades de Sorocaba e Macapá foram as primeiras a prestigiarem nossa verde manifestação.

A marcha da maconha de São Paulo, a maior realizada no Brasil, acontecerá dia 26/04 as 14h e sairá do Masp na Av. Paulista. Assim como em SP, dezenas de cidades vem realizando a marcha todos os anos. Mesmo assim, muitas cidades ainda não tem Marcha da Maconha, pois esbarram em adversidades como falta de dinheiro ou organizadores.

Este é o caso da Marcha da Maconha ABC, onde os organizadores são os mesmos para todas as cidades do ABC Paulista e infelizmente não possui organizadores e verba o suficiente para a realização do evento no ABC inteiro, sendo assim realizada em uma cidade diferente a cada ano, pelo menos por enquanto. A marcha da maconha chegou no ABC em 2012 na cidade de Diadema, em 2013 foi em São Caetano e esse ano será em São Bernardo, dia 17/05 às 14h no Paço Municipal em frente a pista de skate. A galera do ABC está buscando um grande evento este ano, com a realização de apresentações culturais na concentração e quem sabe um show de bandas no encerramento.

A organização da Marcha da Maconha requer tempo, dinheiro e comprometimento, e nem sempre as cidades tem todos esses requisitos para promover o evento. Mas cada dia aumenta número de cidades participantes, já somos mais de quarenta. A cada ano a marcha da maconha chega em mais cidades, e vale a pena dar uma força na luta pela legalização e conferir de perto esse grande evento. Compareça e festeje este dia! Juntos nós podemos legalizar a maconha no Brasil!

Confira a lista das datas das Marchas da Maconha Brasil 2014 clicando aqui.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s