Relatos medicinais: Cristiano Alves

“Em 1992 eu conheci a cocaína, uma droga que me alucinou, que me proporcionava momentos de euforia nunca antes experimentados. A ilusão com a maldita química foi tão grande que cheguei a abandonar minha amiga mais antiga e companheira de todas as horas, minha amiga Marijuana.

Cheirei pó de 1992 ate 1995 e foram os piores três anos da minha vida. Graças a Deus tive uma família que teve suporte e estrutura principalmente psicológica para tentar me ajudar, me encaminharam a uma consulta com um médico homeopata Dr. Flávio (in memoriam) na cidade de Itabuna BA. 

Não cheguei a ficar internado em nenhuma clínica que pudesse me dopar de super medicamentos que só iriam agravar ainda mais minha dependência de drogas, ele preferiu adotar sessões de homeopatia reduzindo o uso gradativamente e acompanhado de um remédio natural que era produzido na Bolívia com princípios ativos da própria planta da coca, substituía a necessidade que meu organismo tinha da cocaína, mas não me deixava travado.

Enfim eu e minha família confiamos na receita homeopata de redução de danos que o Dr. Flávio já utilizava naquela época e os resultados da mesma forma gradativa foram aparecendo, até que um dia, ele me perguntou por onde andava meus amigos que também eram amigos da Canabis e me sugeriu abandonar a química e adotar amizades mais naturais, me disse: “Cristiano, sempre que lhe der fissura pra cheirar uma carreira de pó, enrola um baseado bem grosso e fuma”, essas foram as palavras desse meu anjo da guarda.

Resolvi seguir seu conselho, abandonei os amigos do pó e refiz minhas amizades da Santa Erva, em 30 de dezembro de 2005 coloquei a última carreira de pó nas minhas narinas. Estou limpo até hoje, e realmente para mim a maconha foi literalmente a porta de saída desse mal que me assolava que era a cocaína.” – CRISTIANO ALVES DA SILVA, Medeiros Alves/BA.

Esta sessão tem por objetivo divulgar os casos e depoimentos de usuários medicinais que lutam pelo direito de um tratamento mais digno e saudável. Mais informações sobre o grupo Eu Uso Maconha Medicinal podem ser encontradas clicando aqui. Legalizar a maconha é uma questão de dignidade e respeito!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s