Relatos medicinais: Yuri Perucchin

“Olá, sou portador da Doença de Crohn, sou usuário de cannabis há 3 anos.

Em 2007 fui diagnosticado com Doença de Crohn, doença que o médico disse na lata pra eu (na época com 14 anos), que era uma doença nova no histórico médico. Minha primeira pergunta foi se havia cura, o medico olhou pra eu e olhou com uma cara de culpa. Não há. Até então estava de boa, por que os sintomas já apareceram com 11 anos, então eu já estava acostumado.

Após isso o médico me disse que o problema era uma inflamação relacionada ao psicológico, sentimental, alimentar e ao clima. Após me explicar tudo isso o médico me prescreveu, Mezalazina, Meticortem e imosec. Começou o meu inferno, o tratamento parecia só me prejudicar e desenvolver os sintomas, com 16 anos, já tinha ido 2 ao hospital, sem suspeita se sairia vivo ou não.

Nessa época eu havia incrementado o tratamento e fazia uso do Infleximabe (também usado para doenças inflamatórias nos ossos ou sangue), melhorei um pouco mas não muito… Com 17 anos meu pai faleceu, foi uma das épocas mais difíceis na minha vida, pois era uma “criança” doente, sem condições nem se aguentar sobre as pernas e sem pai pra ajudar. Comecei a trabalhar ainda doente e estudando a noite, me vi em depressão.

Ai começa minha cura. Já havia feito o uso da cannabis com um amigo ao 16 anos, e havia me sentido mais calmo, resolvi pesquisar sobre a planta e seus efeitos, achei relatos de milhares de pessoas e doenças. Resolvi usar a planta novamente, sensação única, poder ser normal de novo, sem sentir dores estomacais, sem ir aos pés de 15 em 15 minutos, não sentir dores musculares nem nada, esse sim foi o melhor remédio que eu usei, depois de algum tempo descobri uma especialista da doença. 

Fui ao encontro dela e ela me olhou me examinou e me pediu há quanto tempo eu estava tomando os remédios químicos, eu respondi a mais ou menos 4 anos, ela simplesmente olhou e deu risadas e falou, tu passou horrores e quase foi a morte por inexperiência médica. Pois estava intoxicado pelos medicamentos.

Parei de tomar todos os remédios o constipador intestinal, a sulfa, os hormônios, anti inflamatório, antidepressivo etc… Fiz limpeza de organismo por 3 meses, tempos difíceis também, após isso utilizava somente cannabis, um baseado por dia me deixava bem o dia inteiro, ai comecei a fazer aplicações de um novo anti inflamatório, nesse meio tempo dos meus 18 anos até hoje 20 anos, eu já aprendi muito sobre minha “Doença Nova no Mercado”, sobre os efeitos da mente e como lidar com eles.

Bom acho que hoje posso dizer que estou vivo foi graças a cannabis, pois ela retirou toda minha dor e fez eu entender melhor seus efeitos e como age a minha mente em relação ao resto do mundo (pessoas sem Crohn)…  E ACHO QUE AS PESSOAS DEVEM SER CORAJOSAS E EXPERIMENTAREM A PLANTA, pois não se sabe o que elas estão perdendo em relação a saúde. E AINDA MAIS PESSOAS COM CROHN TAMBEM DEVERIAM UTILIZAR, POIS JA QUE NÃO HA TRATAMENTO DIRETAMENTE FOCADO A DOENÇA TEMOS QUE AMENIZAR DA MELHOR FORMA… Obrigado por ouvirem minha história.” – YURI PERUCCHIN, Caxias do Sul/RS.

Esta sessão tem por objetivo divulgar os casos e depoimentos de usuários medicinais que lutam pelo direito de um tratamento mais digno e saudável. Mais informações sobre o grupo Eu Uso Maconha Medicinal podem ser encontradas clicando aqui. Legalizar a maconha é uma questão de dignidade e respeito!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s