Legalização da maconha medicinal não afeta a taxa de usuários adolescentes

De acordo com um novo estudo, mais uma teoria proibicionista pode ser contestada, provando que a regulamentação é a melhor alternativa.

A aprovação de leis estaduais que legalizam a posse e comercio de maconha recomendada pelos médicos aos pacientes, não levou a um aumento do uso da planta entre os adolescentes, de acordo com uma pesquisa publicada pelo National Bureau of Economic Research – uma organização de pesquisa apartidária sediada em Cambridge, Massachusetts.

Pesquisadores das Universidade do Colorado, Oregon e Montana, avaliaram dados federais sobre o uso da maconha entre os jovens e os episódios de tratamento para os anos de 1993 à 2011 – um período de tempo em que 16 estados autorizaram o uso da maconha medicinal.

Os autores relataram:

” Nossos resultados não são consistentes com a hipótese de que a legalização da maconha medicinal causa um aumento do uso entre estudantes do ensino médio. De fato, as estimativas de nossa especificação preferida são pequenas, consistentemente negativa, e nunca são estatisticamente distinguível do zero”.

Uma análise publicada em abril pelo Journal of Adolescent Health, determinava a mesma coisa, ” Este estudo não encontrou um aumento do uso de maconha na adolescência relacionado com a legalização da maconha medicinal. Isso sugere que as preocupações com relação a influencia que a legalização da maconha medicinal tem sobre o uso adolescente, pode ter sido um exagero”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s