Washington vende mais de U$ 3,8 mi no primeiro mês de legalização

potd-cannabis_2968824k

O sucesso da legalização no estado de Washington reforça o conceito de que a regulamentação da maconha é a melhor alternativa para o nosso falido sistema proibicionista.

Enquanto no Brasil o usuário de maconha é obrigado a financiar o tráfico de drogas e consequentemente todo o ciclo criminoso que ele envolve, nos estados de Washington e Colorado, nos EUA, eles tem a oportunidade de financiar grandes melhorias sociais. De acordo com dados divulgados pelo estado, as vendas no mês de Julho, primeiro mês que a legalização começou efetivamente a valer, as lojas venderam mais de U$ 3,8milhões, resultando em mais de U$ 1 milhão em impostos.

Apesar dos mais de 40 certificados emitidos, os números se baseiam em apenas 18 lojas que estavam abertas no mês passado – das quais 2 ainda precisam informar suas vendas. Vale ainda lembrar que apenas 6 dessas lojas estavam abertas no dia 1 de Juho.

“É um começo saudável, considerando que o sistema não está totalmente instalado e funcionando”, diz Brian Smith, porta-voz do Washington State Liquor Control Board, a entidade encarregada de regular a nova indústria.

Durante o primeiro mês de vendas de maconha no Colorado, o estado recolheu cerca de U$ 2 mi em impostos sobre consumo de vendas, mais de U$ 34,9 mi desde janeiro.

Como no Colorado, Washington vai taxar a maconha de duas formas: impostos sobre as vendas e impostos especiais de consumo. Os impostos especiais de consumo são pagos em três fases do processo: quando o produtor transfere a maconha para o processador, quando o processador a transfere à loja de varejo, e por fim quando o varejista vende ao consumidor final. A taxa de imposto em todos os três pontos é de 25 por cento.

Por hora, o Poder Legislativo ainda não faz planos para a receita que esta sendo gerada com a maconha legalizada, apesar de estar atento aos incríveis números que surgem a cada dia. Só começarão a contar com esse dinheiro apartir de junho de 2015. Eles já previram uma arrecadação de impostos de cerca de U$ 122 milhões em um ciclo de orçamento do estado de dois anos, mas especialistas dizem que esse numero pode aumentar.

Infelizmente aqui as coisas são bem diferentes! Qual a dificuldade em sociedade e governo perceberem a grande diferença que significa ter um sistema regulamentado e um sistema ilegal? É um absurdo que os proibicionismo continuem insistindo em uma guerra ineficaz, um sistema que mata mais que a droga que se propõe a combater.

Apesar dos recentes avanços em relação ao direito à maconha medicinal, o Brasil ainda está um pouco longe de ser um país maduro a respeito da maconha. E considerando que as eleições estão chegando, é certo que não teremos muitos avanços este ano.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s