Tratamentos

A maconha pode ajudar os pacientes que sofrem de câncer basicamente de duas maneiras: como complemente em tratamentos convencionais, ou de maneira mais radical, como tratamento principal. Independente da opção escolhida, a maconha oferece benefícios únicos e vem se destacando mundialmente, sendo utilizada tanto por adultos quanto por crianças.

Auxiliando no tratamento do câncer

Há muitas décadas que a maconha é utilizada como tratamento complementar para pacientes que sofrem de câncer. É uma das práticas mais comuns nos EUA e se espalhou pelo mundo inteiro. Mas infelizmente, no Brasil ainda sofremos consequências terríveis por conta de seu uso, o que dificulta completamente o acesso de pacientes ao seu medicamento.

A maconha tem propriedades anti depressivas e antieméticas que favorecem a condição do paciente sem a necessidade de tomar diversos outros remédios químicos. Ela também aumenta consideravelmente a fome, além de melhorar o paladar. Não se trata apenas de conseguir comer, mas sim comer muito melhor, com gosto. Pacientes na quimioterapia costumam ter grandes dificuldades para ingerir alimentos e sentem muito enjoo após as sessões. Tudo isso, somado à sua condição médica (e consequentemente psicológica) interfere de maneira muito prejudicial, e a maconha vem ajudar exatamente ai.

Tratamento principal

Os estudos mais recentes vem provando uma teoria que já era considerada há bastante tempo: maconha pode de fato curar o câncer. Cientistas do mundo inteiro começam a constatar que a maconha é mais que um simples complemento para a quimioterapia, pois ela demonstra potencial para se tornar de fato o tratamento principal.

Isso se deve porque seus componentes (canabinoides) naturais tem propriedades anticancerígenas. Todos devem conhecer o THC (Tetrahidrocanabidiol), principal canabinoide e agente psicoativo da planta. Mas o poder de cura do câncer está no CBD (Canabidiol), que é um agente não psicoativo e anti cancerígeno.

Estudos do Japão, EUA, Canadá, Espanha, Alemanha, Israel e diversos outros países, vem mostrando e provando o poder do CBD contra o câncer. Em alguns desses estudos, o CBD interrompeu a metástase em vários tipos de câncer, inclusive o câncer de mama.

 

Independentemente da maneira que decidir utilizar a maconha no tratamento, vale lembrar ao paciente que é sempre necessária a orientação de um profissional médico. Trocar o tratamento por conta própria é uma irresponsabilidade que não aconselhamos. Mesmo que o Brasil ainda seja um país proibicionista e ignorante em relação à maconha, jamais faça uso ou mudança de tratamento sem a orientação de um profissional.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s